O melhor Athletic possível

Nesta quinta-feira, demonstrando sua melhor versão possível na ausência do mediapunta Iker Muniain e completando uma de suas atuações mais destacadas em toda a temporada, o Athletic Bilbao conquistou uma vitória absolutamente capital para suas aspirações de seguir vivo na Liga Europa ao superar com claridade o Östersunds no estádio San Mamés apesar da pouca distância (1-0) no marcador final, com a notável atuação do extremo-direito Ken Sema sendo o único argumento visitante que criou algum problema para os Leones ao longo de toda a partida. Durante os 70 minutos inicias, o domínio dos comandados de Kuko Ziganda surgiu em sua característica e agressiva pressão alta, sendo capaz de evitar que um rival com intenções associativas e que sempre buscou elaborar seus ataques desde os primeiros passes somasse saídas ofensivas. Neste sentido, o papel assumido pelo jovem zagueiro Unai Núñez foi decisivo, com o canterano do conjunto do País Basco neutralizando as ligações diretas com destino ao atacante nigeriano Alhaji Gero e oferecendo continuidade em campo contrário aos locais.

A partir disto, o Athletic foi puro ritmo, procurando acelerar cada um de seus ataques, com o setor direito, composto pelo lateral Íñigo Lekue e o extremo Iñaki Williams, assumindo um papel de destaque na busca exterior, vertical e direta por encontrar o experiente mediapunta Raúl García e o veterano atacante Aritz Aduriz em zonas de remate. Depois de muita insistência e frustração com ocasiões desperdiçadas, foi isto que finalmente gerou o gol da vitória dos mandantes, com protagonismo para a energia e mobilidade demonstrada pelo centroavante de 36 anos no decorrer de todo o jogo. Por outro lado, a equipe dirigida pelo jovem inglês Graham Potter só manteve o 0-0 no placar ao longo de 70 minutos por conta da resistência defensiva apresentada por seus zagueiros, os físicos Sotirios Papagiannopoulos e Tom Pettersson. Ofensivamente, o conjunto sueco não conseguiu reagir mesmo com as alterações de seu treinador, que tentou saídas através de passes longos para um Gero atuando como extremo-esquerdo durante a reta final do primeiro tempo e passou do 5-4-1 inicial ao 4-3-3 após o intervalo.

FOTO: Athletic Club

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*