Triunfo estando longe de convencer

Nesta quinta-feira, mesmo sem completar uma atuação destacável e mantendo a discreta linha de seus últimos duelos, o Villarreal venceu o Slavia Praga em um confronto decisivo dentro do grupo A da Liga Europa. Na República Checa, os comandados do jovem Javier Calleja dominaram claramente a posse de bola ao longo dos primeiros 65 minutos mesmo conseguindo ficar em vantagem no marcador ainda durante uma fase inicial. Entretanto, por mais que tenha criado ocasiões suficientes para marcar o segundo gol antes da reta final da partida, o Submarino Amarillo nunca foi capaz de ser realmente fluído em sua circulação ofensiva atuando no 4-3-1-2 de seu novo treinador, dependendo dos desmarques de ruptura entre o zagueiro costa-marfinense Simon Deli e o jovem lateral-esquerdo ucraniano Eduard Sobol por parte do interior italiano Roberto Soriano e do atacante congolês Cédric Bakambu para encontrar profundidade em seus ataques, algo que inclusive se viu na anotação do avançado colombiano Carlos Bacca e em outras oportunidades que foram desperdiçadas de maneira inacreditável pelo próprio antigo jogador do Milan e pelo jovem mediapunta Pablo Fornals.

Já o Slavia, após um início promissor se aproveitando dos problemas do adversário através da hiperatividade do extremo-direito Jan Sýkora, só alcançou uma reação nos 25 minutos finais do jogo, período no qual aumentou a agressividade de seu trabalho defensivo que previamente havia deixado dúvidas se protegendo com as linhas recuadas, passou a pressionar em campo contrário, foi capaz de dominar a posse de bola e contou com uma espetacular versão do ponta-esquerdo eslovaco Miroslav Stoch para criar ocasiões de gol. Neste cenário, o jovem mediocentro Tomás Soucek foi outro nome que ganhou protagonismo, utilizando sua capacidade física para empurrar os rivais com movimentos verticais que muitas vezes terminaram em zonas de remate. Inclusive, o mesmo Soucek esteve próximo de marcar o empate em algumas ocasiões, algo que também aconteceu com o atacante Tomás Necid. Porém, atingindo uma parcial de 10-1 em chutes durante este período, o time dirigido por Jaroslav Silhavý não conseguiu a igualdade no marcador e foi punido nos últimos instantes em uma transição conduzida pelo extremo-esquerdo russo Denis Cheryshev que acabou no gol contra de Deli.

FOTO: Villarreal CF

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*